Especial 3 palavras de Francisco para as famílias – Episódio 1

Artigos Recentes

Série especial apresenta conteúdo sobre as três palavras essenciais para as famílias: com licença, obrigado e desculpa

Por Juliana Borga

Estamos vivendo o Ano da Família Amoris Laetitia. Um período que se estenderá até o dia 26 de junho de 2022 quando se realizará o X Encontro Mundial das Famílias, em Roma.

Amoris Laetitia – sobre a alegria do amor na família, é uma exortação apostólica do papa Francisco, fruto de dois sínodos sobre a família realizados nos anos 2014 e 2015. O documento aborda questões sobre a palavra, a realidade, os desafios e a vocação das famílias, o amor no matrimônio, a fecundidade, a educação dos filhos e a espiritualidade.

Os objetivos do Ano Família Amoris Laetitia são difundir estes conteúdos, anunciar que o sacramento do matrimônio é um dom, sensibilizar os jovens, ampliar o olhar e fazer da família protagonista da pastoral familiar.

O documento retrata a realidade das famílias ao falar sobre crises conjugais, angústias e dificuldades vivenciadas entre os casais e também na relação entre pais e filhos. O papa traz palavras de esperança e orientação sobre o noivado, a fecundidade, o divórcio, o diálogo intergeracional, a vida familiar no contexto educativo e a transmissão da fé.

Nesta série especial vamos nos dedicar à três palavras destacadas por Francisco em sua audiência geral do dia 13 de maio de 2021. Nesta data, Francisco se referiu à boa educação citando as palavras que não podem faltar no ambiente familiar. Segundo o pontífice, são “três palavras simples, mas difíceis de colocar em prática. E quando não são usadas, podem-se abrir rachaduras que levam as famílias a desmoronar”.

As palavras são: com licença, obrigado e desculpa. Palavras que segundo o papa devem estar escritas na porta da casa das famílias. Ele ainda ressalta que ser bem educado não pode se traduzir apenas em formalismo ou aridez, lembra o provérbio “Por trás das boas maneiras escondem-se maus hábitos” e ainda cita o diabo “que quando tentou Jesus, parecia um cavalheiro”.

A boa educação deve ser entendida como um estilo das relações radicado no amor do bem e no respeito do outro. A família deve ser exemplo de se querer bem. Quem vai nos ajudar nesta reflexão sobre o significado e a importância das três palavras no contexto familiar é o fundador da Comunidade de Aliança Magnificat, escritor, cantor e compositor, padre Reginaldo Carreira.

Não perca os próximos episódios!

Juliana Borga é jornalista, três vezes vencedora do Prêmio Dom Hélder Câmara de Imprensa. É mãe coruja da Helena e adora escrever sobre temas que colaboram para um mundo mais humano e solidário. Instagram: @juborgajornalista

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada