Poema: Natal! Festa da alegria

Artigos Recentes

Por Carmen Maria Pulga

Céu e terra se unem numa mesma canção,

Em sinfonia de vozes ao Deus que se faz irmão.

Anjos nos visitam. Nosso chão se alegra.

O universo exulta. O céu se encarna na terra.

Acontecimento que se renova em cada Natal celebrado,

numa esperança teimosa do bem que em nós foi plantado.

Cultivemos esta semente que desperta nossa bondade.

De mistério está envolta, mas cabe na humanidade.

Foi-nos dada de presente, entregue a nossa pequenez,

Na promessa de construir relações de benquerer.

Esta semente do bem faz o Natal de verdade,

em gestos de ternura e atitudes de fraternidade.

Em nosso presépio frágil, pedimos humildemente

que tua presença, Menino Deus, seja o maior presente.

Feliz Natal! Na alegria do encontro.

Carmem Maria Pulga é filósofa, teóloga, mestra em Novas Tecnologias da Comunicação e autora dos livros A pétala e O divino livro proibido, ambos publicados pela Paulinas Editora. Gosta de arte, desde a culinária até a sucata, e ama ler os autores mais ecléticos.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada