“A tua fé te curou!”

Artigos Recentes

30º Domingo do Tempo Comum

Evangelho: Marcos 10,46-52

Por Pe. Guilherme Schmidt

Amadas famílias! Que a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a luz do Espírito Santo estejam em nossos lares, fortalecendo-nos com a Palavra que nos reúne!

No domingo anterior, o evangelho nos motivou à disponibilidade para servir uns aos outros em família, superando todas as divisões e discórdias. Hoje, a Palavra quer nos animar e encorajar diante das dificuldades, a fim de que enxerguemos a vida a partir da vivência da fé cristã.

Jesus deixa a cidade de Jericó com os discípulos e uma multidão. À beira do caminho está sentado o cego e mendigo Bartimeu, que, ao ouvir dizer que Jesus está passando, pede-Lhe com insistência que tenha piedade dele. Cristo o chama e lhe concede a graça de recuperar a vista, afirmando: “Vai, a tua fé te curou”. Mediante a cura, Bartimeu passa a seguir Jesus pelo caminho.

Que nossas famílias sejam tocadas pela misericórdia de Deus, fortalecidas pelo dom da fé e da esperança, e que todos possamos enxergar uns aos outros com os olhos de Cristo! 

Coragem, famílias! Jesus as chama!

A partir do evangelho, perguntemo-nos em família: quantas vezes o nosso egoísmo e nossa indiferença nos cegam para as necessidades do outro e não nos enxergamos mutuamente por estarmos ocupados demais com nossos interesses pessoais? Quantas vezes estamos à beira do caminho mendigando afeto, atenção e cuidado, conformando-nos às migalhas do tempo que o outro nos oferece?

Olho
Pixabay.com/ Suju

Em muitos lares há pessoas que vivem como Bartimeu, casais que não se enxergam quase nunca pelas necessidades do dia a dia, pela correria do trabalho ou pelo esfriamento do amor que os uniu. Muitos filhos, sobretudo as crianças, ficam mendigando a atenção dos seus pais, querendo apenas um carinho, um olhar, um abraço. Nossos idosos, pais e avós, tantas vezes deixados à beira do caminho sem ninguém passar para os ver, os ajudar, fazer companhia a eles em sua velhice solitária. Tantos relacionamentos feridos que perduram porque alguém se agarra somente às migalhas que o outro oferece e, no fim, a fome de amor permanece.

Diante dessas realidades, recordemos as palavras do evangelho: “Coragem, levanta-te, Jesus te chama!”. Nossas famílias são chamadas por Cristo a fazer a diferença na sociedade a partir do testemunho do amor autêntico, do ir ao encontro do outro e de se ocupar de suas feridas e necessidades. Somos também chamados a ter coragem de nos levantar e seguir o caminho com Jesus, vivendo a fé de modo a não nos deixarmos vencer pelas dificuldades e pelos desafios do tempo presente.

Que em família ninguém esteja sozinho à beira do caminho ou ocupado demais para não enxergar o coração do outro!

Em família, caminhamos com Cristo!

Uma vez que nos deixamos tocar pela graça do amor de Deus, que somos curados de nossas cegueiras espirituais e nos dispomos a caminhar com Cristo, somos levados por muitos e diferentes caminhos, nos quais vamos encontrar pessoas necessitadas do mesmo amor que nos preencheu.

Amor de Deus
Cathopic.com

Em nosso tempo, há cada vez mais pessoas egoístas e indiferentes ao sofrimento alheio, fazendo com que muitos outros estejam abandonados à própria sorte, sem o mínimo para viver dignamente.

Muitas vezes nos fazemos de cegos, pois não queremos e não gostamos de ver os apelos de Deus que nos cercam, pedindo-nos mais do que nossas migalhas. Nossas famílias são chamadas a trilhar o caminho do discipulado, exercendo a caridade fraterna para com os pobres, doentes e aflitos. Onde quer que estejamos, levemos a paz, a alegria e a esperança a cada pessoa que precisar de auxílio e partilhemos do nosso pouco com aqueles que têm menos.

É a partir da vivência do lar, da família que ama, onde seus membros se enxergam e se ocupam uns dos outros, que podemos ajudar nosso mundo a ser um lugar mais acolhedor, humano e solidário, onde ninguém passe sozinho por dificuldades, sejam elas materiais ou espirituais, por causa da indiferença alheia.

Em família, caminhamos com Cristo para agirmos como Ele, ajudando a transformar as nossas realidades!

Deus abençoe as nossas famílias!

Padre Guilherme Schmidt é pároco da Paróquia São Patrício, em Itaqui (RS). Graduado em Filosofia e Teologia, pós-graduado em Bioética e Pastoral da Saúde e em Mediação e Acompanhamento Pastoral de Famílias. Gosta de chimarrão, de ler e de escrever como forma de estar em paz e de expressar seus sentimentos.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada