Entre vós, não deve ser assim!

Artigos Recentes

29º Domingo do Tempo Comum

Evangelho: Marcos 10, 35- 45

Por Pe. Guilherme Schmidt

Amadas famílias! Que a Palavra de Deus ilumine e inspire nosso modo de ser e viver, a exemplo de Cristo, que serve e ama! 

O evangelho de domingo passado foi um forte apelo para seguirmos Jesus com o coração livre e desapegado, testemunhando em família a graça de abandonar tudo o que nos afasta do amor de Deus. Na liturgia de hoje, Jesus nos recorda o dom do serviço gratuito como gesto concreto e transformador. 

 A cena do evangelho nos mostra os discípulos Tiago e João pedindo a Jesus que lhes conceda lugares de honra quando estiver em sua glória, o que gera indignação e revolta por parte dos outros dez. Jesus os recorda que veio para servir e dar a vida em resgate por muitos e orienta seus discípulos a fazer a diferença no mundo: “entre vós, não deve ser assim”, mostrando-lhes que a grandeza está no dom do serviço. 

Que em família possamos superar todas as discórdias e aprender com Jesus a servir uns aos outros nas pequenas coisas do dia a dia, tornando nosso lar um autêntico lugar de apostolado e auxílio fraterno! 

Nossa família, nosso lugar! 

Diante da pergunta de Jesus: “O que quereis que eu vos faça?”, dois discípulos demonstram o desejo de estar ao lado do Senhor, mesmo que movidos pelos seus interesses pessoais. Tal questionamento chega hoje aos nossos corações e lares. O que nós queremos que Jesus faça? Temos o mesmo desejo de permanecer ao lado de Cristo em todas os momentos? Em família, queremos estar ao lado uns dos outros, trilhando o caminho do amor? 

Além de um espaço físico, um lugar pode ser emocional, afetivo, manifestando onde e com quem queremos estar, adquirindo um sentido especial e diferente para cada pessoa, de acordo com a experiência que nele foi vivenciada, gerando lembranças e sentimentos diversos.

Infelizmente, sabemos que muitas casas se tornam lugares de dor e opressão, de angústia e tristeza, de frieza e indiferença. Em muitas famílias se reproduz o drama do estar junto sem estar ao lado. Pessoas que habitam no mesmo ambiente, mas não se encontram, não convivem e não cultivam o seu relacionamento. Daí a importância de, como famílias cristãs, fazermos de nossa casa o melhor lugar possível, onde haja paz, harmonia, escuta, diálogo, compreensão, amor e alegria pela convivência fraterna.

Desejemos estar ao lado de Jesus e desejemos estar ao lado das pessoas que formam a nossa família, cuidando, protegendo, amando uns aos outros! 

Aquele que serve, ama! 

Como é o nosso jeito de viver em família? De que forma cada um contribui para o bom convívio e para o cuidado da casa em que habita? Pode acontecer que em alguém esteja sobrecarregado demais, desocupado demais, solitário demais! 

Jesus também diz para todos nós: “Mas, dentre vós, não deve ser assim: quem quiser ser grande, seja vosso servo!”. O Senhor convida as nossas famílias à conversão, à mudança no modo de ser, de pensar, de sentir e agir, seja na dimensão da fé ou nas atitudes que configuram a dinâmica do nosso lar. 

Somos chamados a nos espelhar em Cristo, que ama e serve com gestos de bondade, carinho, misericórdia e auxílio. Jesus está sempre atento às necessidades do seu povo, ocupa-se das pessoas, alivia os seus fardos, ameniza os cansaços, semeia a concórdia. Tudo isso pode nos ajudar na vida em família, a fim de que façamos verdadeiramente a diferença na vida das pessoas que conosco convivem. 

Família
Cathopic.com

Jesus nos ensina pelo próprio testemunho a atitude do serviço e da doação pelo bem dos outros, mostrando-nos que quem serve, ama, pois se importa, dispõe-se, colabora e não apenas recebe tudo pronto. 

Que em família possamos descobrir o sentido e a alegria de servir em nome de Cristo! Cada um enxergue o outro, as suas fadigas, os seus lamentos, os seus desânimos. Que ninguém esteja sobrecarregado demais pelas tarefas do cuidado com a casa, que haja divisão das atividades, afinal a casa é de todos, não só de um! E que todos caminhem lado a lado, ajudando-se mutuamente a viver como uma família feliz!

Deus abençoe as nossas famílias! 

Padre Guilherme Schmidt é pároco da Paróquia São Patrício, em Itaqui (RS). Graduado em Filosofia e Teologia, pós-graduado em Bioética e Pastoral da Saúde e em Mediação e Acompanhamento Pastoral de Famílias. Gosta de chimarrão, de ler e de escrever como forma de estar em paz e de expressar seus sentimentos.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada