Educação a distância e a pandemia

Artigos Recentes

EAD é agora: saiba como aproveitar melhor o sistema de educação a distância

Por Virginia Diniz

Em 2020, a pandemia da Covid-19 veio para fazer o mundo repensar o campo da Educação, especificamente, o que conhecemos como Educação a Distância (EAD).

Para se ter uma ideia, no Censo da Educação Superior (Inep/MEC) de 2019 (divulgado em 2020), o número de alunos de EAD, de cursos superiores, no Brasil, aumentou mais de 300%. São 197 Instituições de Ensino Superior públicas que oferecem essa modalidade, e 1.998 na rede privada, além de receber mais de 58% dos alunos em cursos tecnológicos de graduação. Existe até um dia só para comemorar a Educação a Distância, criado pela Lei nº 13.620/2018 e celebrado no dia 27 de novembro.

Preparamos um material para ajudar os que desejam ingressar em uma graduação ou pós-graduação EAD.

O primeiro passo para a escolha de um curso

Após definir o curso e escolher a instituição, você precisa saber três conceitos de avaliação do Ministério da Educação (MEC): o Conceito do Curso, que representa a nota emitida pelo MEC, após visita presencial à instituição; o Conceito Preliminar do Curso, que avalia titulações dos professores, instalações físicas e equipe; e, por fim, a avaliação do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), que averigua o conhecimento dos estudantes adquirido ao longo do curso.

O conceito é avaliado da mesma forma que o sistema presencial, com notas de 1 a 5, a cada quadriênio. As notas 1 e 2 são consideradas insatisfatórias e as iguais ou acima de 3, positivas.

Atualmente as páginas do Governo Federal encontram-se em atualização, mas é possível consultar as notas e se o curso é reconhecido pelo sistema e-MEC, no site: https://emec.mec.gov.br.

As instituições e o EAD pós-pandemia

Educação à distância
Amanda Aboud, coordenadora da Universidade Aberta do Brasil (UAB). Foto: Arquivo Pessoal

Apesar de o EAD existir antes da pandemia, alguns investimentos foram necessários nas instituições públicas e privadas. Tanto que, para Amanda Aboud, coordenadora da Universidade Aberta do Brasil (UAB), da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), “existe um EAD antes e outro pós-pandemia”.

 As instituições federais realizaram convênios com as empresas Google e Microsoft, e, com políticas afirmativas, garantiram chips e tabletes aos alunos do modo presencial. Contudo, segundo Aboud, é preciso ainda um olhar dedicado ao termo inclusão.

O professor Mário Queiroz, coordenador do Núcleo de Ensino a Distância (NEAD) do Centro Universitário Ítalo Brasileiro, relata que, na Ítalo, para ajudar quem deseja iniciar um curso de EAD, o candidato a aluno pode fazer um test drive e, assim, conhecer o Ambiente de Aprendizagem Virtual (AVA). Para isso, é preciso acessar o site: https://italo.com.br/cursos/historia-da-civilizacao-crista.

Existem ainda os que investem na humanização do processo. Marcos Volcan é coordenador do primeiro curso EAD de Especialização em Pneumatologia. Com base na carta de São João Paulo II, para o 36º Dia Mundial das Comunicações Sociais (2002), a especialização valoriza a antropologia cristã no ambiente digital. “Só é possível ser humano quem se configura à voz e ao rosto de Cristo”, explica Marcos.

A especialização oferece, para isso, serviços de capelania virtual, direção espiritual e participação em retiros em ambiente digital. Além disso, o aluno pode ingressar em grupos de estudos e clubes de leitura. Para Marcos, “não se trata de eliminar a presença ou utilidade das máquinas, mas, sim, de humanizar o processo”.

Experiências por trás da tela

E quanto aos alunos dos cursos EAD? O que pensam? Izabel Godoy, moradora de São Paulo (SP), 55, advogada e mestra em direito, teve sua experiência com o EAD anterior à pandemia. Diante da nova realidade, ela precisou advogar via internet, mas já estava habituada ao sistema, graças aos cursos de EAD. 

A experiência de Izabel fez com que se tornasse uma frequentadora assídua de eventos 100% online. “Quando abriu o curso de especialização em Pneumatologia, eu fui uma das primeiras a me inscrever”, relata a aluna aplicada, que revela ainda ter o sonho de cursar Teologia pelo EAD.

Raphael Schliebe, que é de São Luís (MA), 38, professor de geografia e gestor escolar na rede pública estadual do Maranhão, cursa atualmente Pneumatologia pelo EAD, mas antes era resistente. “Tenho conseguido acompanhar, e o aprendizado tem acontecido e tem sido muito positivo. A especialização tem contribuído diretamente no meu crescimento intelectual”, afirma. E pontua que estudar a distância exige do aluno uma disciplina maior.

Cursos online
Estúdio do Núcleo de Ensino a Distância (NEAD) do Centro Universitário Ítalo Brasileiro. Foto: Rodolfo, Ítalo Brasileiro

Já para o jovem Gustavo da Costa, de Arapongas (PR), 27, graduado em ciências contábeis, que atualmente cursa Teologia (PUC-PR) presencial e faz uma especialização pelo EAD, sua primeira experiência chegou em virtude da pandemia, quando o curso de Teologia migrou para o sistema remoto. “Fui surpreendido de forma positiva. Antes, tinha certo preconceito, mas percebi que é possível fazer um bom curso, ainda que este não aconteça de forma presencial”, pontua.

Cinco dicas para quem deseja ingressar em um curso de EAD

  1. Conheça a instituição onde irá estudar

Verifique a tradição, a história e, se possível, converse com alguém que tenha estudado na instituição. Depois, avalie o conceito do curso e o reconhecimento da instituição no site do MEC.

  1. Tenha um planejamento

Organize seus estudos de acordo com as horas de aula de cada disciplina. Calcule por semestre, divida por semana e veja quantas horas, além das aulas, é preciso dedicar a cada disciplina. 

  1. Invista em equipamentos e estrutura técnica para o estudo

Serviço de internet que suporte videoconferências, um computador e equipamentos como fone de ouvido, luminárias e outros equipamentos auxiliam o processo.

  1. Disciplina e organização são palavras caras

“O estudante de EAD deve estar no controle de suas responsabilidades”; essa é uma dica preciosa de Mário Queiroz, da Ítalo. Disciplina e organização, atitudes também relacionadas à dica 2.

  1. Tenha um espaço de estudos 

Escolha um local da casa onde possa ter os materiais de estudo e mantenha esse espaço higienizado e organizado. Santo Tomás indica que ter um lugar assim é essencial para o êxito dos estudos.

Virgínia Diniz Ferreira é mestra em Comunicação, radialista e membro da Comissão Nacional de Comunicação da Renovação Carismática Católica do Brasil. Acredita que abraçar a vida, sob quaisquer circunstâncias, é a grande salvação para a liberdade interior.

1 COMENTÁRIO

  1. `Gostei do seu artigo Virginia, pois fiz a graduação e após na modalidade EAD, e fiquei satisfeito pela mobilidade que oferece ao aluno, tornando mais fácil a participação, se tiver disciplina é claro. O artigo foi indicação do meu amigo Jesualdo Mota. Parabéns pelo conteúdo esclarecedor.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada