“Todos vós sois um só em Cristo Jesus”

Artigos Recentes

Com o livro Carta aos Gálatas, celebram-se os 50 anos do Mês da Bíblia

Por Zuleica Silvano, fsp

Neste ano, celebramos o jubileu de ouro do “Mês da Bíblia”, atividade eclesial realizada em setembro, motivada pela memória de São Jerônimo, tradutor dos textos bíblicos das línguas originais para o latim. Essa iniciativa objetiva aprofundar um determinado livro bíblico, que é escolhido pela Comissão Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e pelas instituições bíblicas. O livro bíblico selecionado para 2021 é a Carta aos Gálatas (Gl) e o lema: “Todos vós sois um só em Cristo Jesus”, extraído de Gl 3,28.

A Carta aos Gálatas 

Essa epístola foi escrita, provavelmente, entre os anos 54 e 57 d.C. e é considerada autêntica de Paulo. Seu público-alvo são todos os cristãos da Galácia, região formada por uma população de origem celta, que emigrou para o centro-norte da Ásia Menor, correspondente à atual Turquia. Paulo nos informa que sua permanência nessa região se deu por causa de uma enfermidade. Nesse período a comunidade foi fundada, sendo, em sua maioria, constituída por gentios, ou seja, pessoas originárias da cultura greco-helenista.

Seu objetivo era superar a crise provocada pelos seguidores de Jesus de origem judaica, os chamados judaizantes, os quais exigiam que, aqueles que aderiam a Jesus Cristo sem pertencer à cultura e à religião judaica, passassem pela circuncisão e praticassem os mandamentos determinantes da identidade judaica (Gl 3,2; 4,10.21; 5,3-4). Eles ainda afirmavam que Paulo não anunciava o verdadeiro Evangelho aos gentios. 

Paulo reafirma, então, que os gentios não precisam seguir essas exigências dos judaizantes, ou seja, ninguém tem de ser um prosélito do judaísmo para tornar-se depois um seguidor de Cristo com o batismo, e comprova que a redenção provém da fé em Cristo Jesus, e não da prática da lei. Desse modo, defende a validade de seu Evangelho e aborda um dos temas principais de sua “teologia”: a justificação pela fé em Cristo Crucificado e Ressuscitado. 

Essa carta reflete toda a experiência e a maturidade teológica do apóstolo e missionário de Jesus Cristo, Paulo, e nos oferece várias informações sobre o cristianismo primitivo (cf. Gl 2,1-14).

Destaques teológicos 

Paulo, ao ser influenciado pela tradição profética de Isaías, se serve do termo “Evangelho”, que, para o apóstolo, consiste no alegre anúncio salvífico centrado no mistério da vida de Cristo, sobretudo o mistério pascal, ou seja, o Evangelho é o próprio Messias Jesus.

Bíblia Carta aos Gálatas
Cathopic.com

Outro elemento importante é a fé como adesão à iniciativa salvífica do Pai, mediada pela obediência do Filho (cf. Gl 2,19-20) e pela ação do Espírito (cf. Gl 4,6-7). Ter fé não significa acreditar que Deus existe, pois isso já seria um pressuposto, mas sim acreditar no amor de Deus revelado na encarnação, na fidelidade de seu Filho, Jesus Cristo. 

Um dos eixos teológicos centrais de Gálatas é a justificação pela fé e não pelas obras da lei. Para o apóstolo Paulo, a lei é dada para conduzir o povo eleito até a plenitude da revelação, que se dá com a vinda de Cristo. Dessa forma, a promessa dada a Abraão (cf. Gl 3,6-9), por ter acreditado, realiza-se em Jesus, de forma particular, ao conceder a redenção a toda a humanidade. A justificação consiste em ser declarado justo por meio do batismo, ou seja, o ser humano, ao aderir a Jesus Cristo, em uma comunidade de fé, é redimido. Portanto, é chamado a ter uma adequada relação com Deus (evitar a idolatria) e uma adequada relação com o outro (evitar a injustiça). O cristão, acolhendo Jesus e aderindo a Ele, participa gratuitamente, por meio do batismo, da filiação divina (cf. Gl 3,26–4,7). Essa filiação se expressa concretamente na vivência da liberdade em Cristo, que consiste em deixar-se conduzir pelo Espírito (cf. Gl 5,1-26), isto é, ter uma vida pautada pelo amor, pelo serviço, sendo uma nova criatura. Nesse sentido, Paulo faz uma contraposição entre as obras da carne, classificadas em três blocos – a inadequada relação com Deus, a injusta relação com os outros e consigo mesmo –, e o fruto do Espírito, que consiste em viver o amor e expressá-lo por meio da ternura, do perdão, da paz, da fidelidade, da tolerância, da alegria.

Questões pastorais 

O estudo da Carta aos Gálatas tem por finalidade ajudar-nos a compreender a importância de nossa adesão a Jesus Cristo e a recuperar o significado mais profundo do nosso batismo. É uma carta que nos convoca a nos deixarmos interpelar pelo alegre anúncio da ação redentora realizada em Jesus e nos impulsionar a evangelizar, que, como diz o Papa Francisco, é tornar o Reino de Deus presente no mundo (Evangelii Gaudium 176). 

Neste nosso itinerário rumo à Assembleia Eclesial da América Latina, que será realizada em novembro de 2021, cujo tema é “Somos todos discípulos missionários em saída”, Gálatas nos revela qual é a verdadeira identidade cristã. Quanto à preparação para a XVI Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos (em 2023), que tem como temática “Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão”, essa carta traz exemplos concretos de sinodalidade (cf. Gl 2,1-10). De fato, é um escrito bastante atual.

Para que possamos continuar refletindo, oferecemos algumas questões: a Carta aos Gálatas pode contribuir para uma reforma social, cultural e eclesial? O que significa afirmar que Jesus Crucificado é o Messias Filho de Deus? Oxalá que as interpelações dessa carta possam nos ajudar a sermos ouvintes da Palavra e a testemunharmos o amor de Deus para com a humanidade, pois essa é, com certeza, a melhor forma de celebrarmos os 50 anos do “Mês da Bíblia”.

Playlist Mês da Bíblia 2021

Zuleica Silvano é irmã paulina; doutora em Sagrada Escritura; assessora no SAB (https://paulinascursos.com/sab/); pertence ao departamento de Teologia da FAJE (Faculdade Jesuíta de Teologia e Filosofia); e é autora de diversos livros, dentre os quais: Carta aos Gálatas: até que Cristo se forme em nós (Gl 4,19), lançado por Paulinas. É também coordenadora do Grupo Shema’, que elaborou o subsídio do Mês da Bíblia de 2021 – Carta aos Gálatas: “Todos vós sois um só em Cristo Jesus” (cf. Gl 3,28d).

1 COMENTÁRIO

  1. Boa noite Irmã Zuleica,
    Meu nome é Rosângela e eu sou sobrinha da Irmã Benigna Breda.
    Eu gosto muito dos seus comentários e estudos sobre a Bíblia.
    Onde e quando tenho condições, sempre lhe acompanho e leio seus artigos.
    Sempre fui assinante da Revista Família Cristã.
    Agora que ficou on line, tenho um pouco de dificuldade.
    Por favor, continue nos ensinando e nos orientando na interpretação da bíblia.
    Que Deus lhe abençoe e lhe ilumine.
    Um grande abraço.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada