Transforme sua vida ativando os hormônios da felicidade

Artigos Recentes

A serotonina, dopamina, endorfina e ocitocina são hormônios que causam, em nosso cérebro, sensações de alegria, prazer, motivação e bem-estar

Por Laís Peçanha

A rotina agitada, o trabalho, o trânsito, as más relações e os acontecimentos inesperados acabam, muitas vezes, nos deixando tristes, irritados, sem motivação ou energia. Não podemos mudar essas sensações, mas podemos ter um novo olhar e lidar melhor com esses contratempos. E se, em vez de remoermos tudo o que deu errado, focarmos no que deu certo?

Se o dia foi triste, que tal chegar em casa e curtir a família? Aproveitar o colo, o carinho e o aconchego de quem você ama? Se faltou alegria, faça algo que você goste muito ou dedique um tempo para cuidar de você! Uma boa sessão de autocuidado pode melhorar o seu ânimo! Se o trabalho foi estressante demais, que tal uma corrida no parque, ao fim do dia, para relaxar? Se faltou motivação, talvez seja hora de planejar melhor as atividades.

Para impedir as respostas negativas de estresse, tensão e ansiedade do cérebro, podemos contar com a ajuda de alguns hormônios, que são neurotransmissores e, quando secretados por meio de ações, podem estimular a sensação de bem-estar e inibir a resposta de estresse do nosso corpo. “Os Neurotransmissores são como se fossem mensageiros químicos; eles transportam, estimulam e equilibram os sinais que existem entre os neurônios, as células nervosas e outras células do nosso corpo”, explica Leny Kyrillos, professora doutora em Ciências dos Distúrbios da Comunicação.

A função de cada hormônio

Cada hormônio tem uma atuação específica, porém todos proporcionam reações positivas na nossa mente e no nosso corpo:

A serotonina é o hormônio da felicidade. Possui atuação direta no nosso humor e é responsável pela sensação de bem-estar, por controlar o sono, a memória, a temperatura corporal, os batimentos cardíacos e o apetite. “A gente tem produção de serotonina também nos intestinos; então, dependendo do que comemos, podemos facilitar ou dificultar a produção deste hormônio”, enfatiza Leny.

A dopamina é o hormônio do prazer, da excitação e da motivação. Está relacionada à sensação de satisfação e recompensa após a realização de alguma atividade. “Além da sensação de prazer, que é tão intensa que às vezes até vicia, ela atua no controle dos movimentos, na cognição, no aprendizado e na memória”, ressalta a professora.

A endorfina é o hormônio do bem-estar, da euforia. Funciona como um poderoso analgésico natural, inibindo as respostas de dor. Ela também age controlando o estresse. Além disso, Leny acrescenta: “Estudos mostram que a endorfina é importante para inibir o crescimento de células cancerígenas e ajuda a equilibrar a produção de outros hormônios”.

A ocitocina é o hormônio do amor. Responsável pelo bem-estar emocional, estimula as sensações de calma e segurança, quando damos ou recebemos afeto e carinho; por isso, reduz o estresse, a ansiedade e melhora os quadros de depressão.

Hormônios da felicidade
Pixabay.com/Woman 2592247_1920

Ative os hormônios da felicidade

Não custa nada ativar os hormônios da felicidade: com pequenas mudanças na rotina e a realização de algumas tarefas simples, é possível sentir os seus benefícios. Confira algumas dicas:

Serotonina

  • Autocuidado: dedicar um tempo do dia para mimar você. Pense nas atividades de que mais gosta. Pode ser uma massagem nos pés, uma hidratação nos cabelos, um banho demorado e quente ou um chá calmante.
  • Ouvir músicas calmas.
  • Fazer atividades físicas de baixa intensidade, como ioga, alongamento ou caminhada.
  • Meditar: 15 minutos por dia já são suficientes.
  • Tomar sol diariamente por pelo menos 15 minutos.

Dopamina

  • Não procrastinar e realizar metas: pense no que o/a motiva e lhe dá prazer. Uma atividade simples e que traz um sentimento de satisfação é criar diariamente uma lista com todas as atividades que você precisa fazer durante o dia, das mais simples às mais complexas. À noite, dê “check” no que realizou. Aproveite e faça isso com as tarefas do mês e com os planos que deseja realizar durante o ano.
  • Estudar, aprender algo novo. Pode ser um esporte, uma receita ou como mexer em um aplicativo… use sua criatividade!
  • Ler livros.
  • Organizar algo que você sempre deixa para depois.
  • Meditar por pelo menos 15 minutos.
  • Reforçar o sistema antioxidante do organismo. Segundo Leny: “Uma alimentação com frutas cítricas, acerola, laranja e limão […] são substâncias que têm muito betacaroteno, vitamina C e E”.

Endorfina

  • Praticar atividades físicas de alta intensidade como: musculação, crossfit, corrida, dança ou andar de bicicleta.
  • Ouvir músicas animadas.
  • Tomar banho gelado.
  • Encontrar ou conversar com amigos e pessoas queridas, dar boas risadas.
  • Comer algo que lhe dê prazer. Mas, para ativar a endorfina dessa maneira, é preciso comer com atenção plena, sem se distrair com o celular ou com a televisão, mastigar devagar, sentir o cheiro, o gosto e a textura da comida.
  • Dormir pelo menos 8 horas por dia.
  • Fazer sessões de acupuntura. “A acupuntura ativa o sistema que a gente chama de “opioide”, que produz o ópio no nosso corpo, que é um precursor da endorfina e melhora a nossa sensação de bem-estar”, afirma a professora Leny.

Ocitocina

  • Estabelecer contatos físicos.
  • Abraçar alguém por mais de 30 segundos.
  • Beijar.
  • Ter contato íntimo, relações sexuais.
  • Amamentar.
  • Dar e receber carinho, cafuné, massagem.
  • Trocar olhares.
  • Sentir o acolhimento e a segurança que as relações proporcionam.
  • Brincar com animais.
  • Praticar a caridade.

A gratidão

A gratidão estimula todos esses hormônios, nos deixa mais felizes e nos faz enxergar o lado bom das coisas, que muitas vezes está na simplicidade. Pratique a gratidão: escreva todos os dias, em um papel, três motivos que você tem para agradecer e veja quantas coisas e momentos bons existem na sua vida.

Laís Peçanha é jornalista, repórter e apresentadora de TV. Adora contar boas histórias. Instagram: @laispecanhatv.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada