Já sou assinante!

Ainda não é assinante?

Identifique-se para ganhar mais 2 artigos por semana!

ou

ou Assine Já

Dia Internacional das Famílias: como vivenciar a fé em família, atualmente? Revista Familia Cristã - Exclusivo Assinantes

Dia Internacional das Famílias: como vivenciar a fé em família, atualmente?

Artigos Recentes

Por Aline Herculano 

Anualmente, no dia 15 de maio comemora-se o Dia Internacional das Famílias, data instituída durante a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em 1993, para retratar a importância que a comunidade internacional atribui às famílias.

O intuito dessa data é sensibilizar a sociedade sobre todos os aspectos familiares, além de propor políticas de apoio às famílias em nível internacional, nacional e local. A família é a instituição fundamental da sociedade, ou seja, ela contribui em todos os aspectos da vida, como: educação, religião, saúde e alimentação, trabalho, lazer e participação cívica. 

Família católica 

Segundo a Doutrina Social da Igreja Católica, a família é a célula fundamental da vida que desabrocha todas as outras ordens sociais; portanto, a família é uma instituição divina.

O núcleo familiar é muito importante para a formação humana. Padre Clairton Alexandrino de Oliveira, assessor eclesiástico da Pastoral Familiar da Arquidiocese de Fortaleza (CE), explica sobre essa importância: “A família sempre foi importante, tanto no passado quanto na atualidade. Nunca deixou de ser uma instituição de valor inestimável e necessária para a sociedade humana. Ela ocupa um lugar na constituição de tecido social não apenas único como também insubstituível. Sua importância reside no fato de ser por natureza uma comunidade de vida e de amor, alicerçada sobre o matrimônio, com a missão de ‘guardar’, velar e comunicar o amor, como bem pontuou o pontífice Papa São João Paulo II”.

A família é a Igreja doméstica, responsável por difundir o anúncio do Evangelho de Cristo em suas ações. “A família tem a grande responsabilidade de viver e transmitir a fé cristã. Além de transmissora da vida, é também anunciadora do Evangelho da vida mediante a educação dos filhos, por meio dos gestos, atitudes e palavras que os iniciem na familiaridade com os ensinamentos e valores propostos nas Sagradas Escrituras, ajudando-os na aquisição do sentido de liberdade autêntica, realizada no dom de si e no cultivo do respeito à dignidade do outro, da justiça, na busca do diálogo da proximidade, solidariedade e acolhimento”, afirma o padre.

Família
Freepik.com

É também papel da família conduzir seus filhos na fé. “Cabe ainda à família incentivar seus filhos às virtudes da fé e da esperança, mediante uma experiência concreta de vida e de oração, de participação nos mandamentos, apresentados e vividos”, ele completa.

Desafios atuais da educação da fé 

Padre Clairton exorta que “estamos vivendo aquilo que se chama de uma época não de mudanças rápidas, intensas e profundas, mas de uma mudança de era. E aí está incluída a vivência da fé no seio da família. Entre seus maiores desafios, a família se depara com uma verdadeira degradação de alguns valores fundamentais”. E complementa: “Essa degradação pode ser expressa, a meu ver, com uma equivocada compreensão da independência dos cônjuges e da concepção das derivadas relações entre eles e os filhos. Muitas vezes, essa deturpação gera uma relação que destrói a vida de unidade e comunhão do casal. Passam a ser mais como rivais do que companheiros. Cada um querendo medir força com o outro, motivados tanto pelo machismo como pelo feminismo”.

“Essa concepção errônea de independência do casal entre si e deste com os filhos, e vice-versa, tem causado conflitos e grandes desgastes pessoais, com resultados dolorosos para a vida social e pessoal, tais como: divórcio, abandono da casa paterna, desequilíbrios afetivos, uniões livres, contracepção, gravidez precoce, aborto etc.”, finaliza Padre Clairton. 

Família: Igreja doméstica

“O papel da família na iniciação à vida cristã dos filhos é fundamental para o amadurecimento da fé. A família desempenha uma tarefa de singular necessidade para a formação da fé, como ‘Igreja doméstica’ que é. Não se pode duvidar que os pais são enriquecidos da graça do sacramento do Matrimônio para exercer o indispensável ministério da educação cristã em relação ao seus filhos, com palavras e atitudes concretas, para testemunhar e transmitir, além dos valores humanos, os sagrados valores religiosos, introduzindo-os na plenitude da vida cristã, mediante a recepção dos sacramentos da iniciação”, explica Padre Clairton.

Clique no vídeo abaixo e reze o Terço da Família juntamente com a sua família.

Aline Herculano é jornalista e pós-graduanda em Assessoria de Comunicação. Ama ouvir podcasts, tanto que dialoga sobre diversos assuntos no podcast Dialogando. Ama literatura fantástica. Instagram:@lineherculano

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada