Já sou assinante!

Ainda não é assinante?

Identifique-se para ganhar mais 2 artigos por semana!

ou

ou Assine Já

Como se proteger dos golpes cibernéticos - Revista Familia Cristã

Como se proteger dos golpes cibernéticos

Artigos Recentes

Especialistas afirmam que o sistema é seguro, mas que os usuários devem manter a atenção ao divulgarem informações pessoais

Por Renata Rocha

“Eu senti um misto de coisas, de revoltado a estúpido, por ter caído no golpe. Eu sou muito atento e fui ingênuo querendo ajudar um amigo.” O depoimento é do publicitário Paulo Arrivabene. Ele foi vítima de um golpe em um aplicativo de mensagens. “No início da pandemia, quando tudo era incerto e alguns golpes ainda eram inéditos, um amigo mandou mensagem pelo WhatsApp perguntando se eu poderia fazer um pagamento para ele, pois havia ultrapassado o limite diário de transações dele. Ele é estilista, lida com muitos fornecedores. Sem raciocinar, aceitei ajudá-lo. Transferi mil reais para a conta que ele passou. Só descobri que havia sido enganado quando à noite, no mesmo dia, vi pelo Instagram ele contando que havia sido clonado e estavam pedindo dinheiro em nome dele”, relata.

crime cibernético
Padre Anderson Gomes Foto Marcella Neitzel

Os crimes virtuais têm acontecido frequentemente. Em Vila Velha, no Espírito Santo, o padre Anderson Gomes teve a conta no Instagram hackeada recentemente. Ele tem quase 47 mil seguidores nesta rede social e a utiliza como canal de evangelização e comunicação com fiéis do Brasil e do exterior. 

O padre conta que recebeu uma mensagem privada, em inglês, e simplesmente aceitou sem clicar em nenhum link. Depois de ler a mensagem e perceber que poderia ser falsa, ele logo acionou a agência responsável por administrar seu conteúdo na rede. “Neste curto espaço de tempo, meu Instagram foi bloqueado e eu não conseguia mais acessá-lo. Em seguida, no meu WhatsApp chegou uma mensagem de um número do exterior com a foto do meu Instagram aberto, dizendo que estava com minha conta e pedindo 750 dólares para eu tê-lo de volta”, lembra.

Se não pagasse o valor exigido em 24h, o conteúdo divulgado na sua rede seria aos poucos apagado. Felizmente, após cinco dias a conta foi devolvida ao padre. 

Crimes virtuais, é preciso atenção!

Encontrar vítimas de crimes virtuais é cada vez mais comum. De acordo com o delegado titular da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos da Polícia Civil do Espírito Santo, Brenno Andrade, as pessoas precisam ficar atentas. Segundo ele, é sempre mais fácil para o criminoso enganar alguém por meio da engenharia social do que hackear ou invadir as contas bancárias para roubar o dinheiro. “As pessoas têm por hábito culpar as ferramentas, mas o que vemos na delegacia no dia a dia é que em 95% dos casos as vítimas caem por falta de atenção. É sempre bom checar se aquilo que se apresenta é de fato real. Se algum amigo pedir dinheiro emprestado, ligar, conferir se de fato é isso mesmo. Se for fazer alguma transação, via pix, por exemplo, é sempre bom verificar se quem está recebendo é de fato a pessoa que você pretende enviar o dinheiro. São alguns cuidados para evitar cair em golpes”, explica o delegado.

Golpe
Dr. Brenno Andrade – delegado titular da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos da Polícia Civíl do Espírito Santo. Foto – Assembleia Legislativa do ES

O Engenheiro de Computação Wayner Marcelino também foi vítima de um golpe cibernético. Neste caso, os estelionatários tiveram acesso às suas senhas bancárias e realizaram diversas compras em seu nome. “Na hora que a compra foi realizada, recebi uma notificação do banco. Imediatamente entrei em contato com a Instituição e informei o fato. Eles verificaram e confirmaram que eu não tinha feito as compras e estornaram o valor no mesmo dia”, lembra. 

De acordo com a advogada Lidiane de Conto, quando um golpe acontece envolvendo uma instituição bancária, se houve uma falha o banco deve arcar com isso. “As instituições financeiras são responsáveis por dar informações para seus clientes. Se a pessoa consegue provar que o seu cartão ou conta foram clonados e o recurso retirado de forma indevida, é possível reaver o seu dinheiro”, destaca. 

clonagem
Pixabay.com

A advogada lembra que clonagem de WhatsApp tem acontecido com muita frequência. “Neste caso a responsabilidade é do aplicativo, que deve garantir a segurança para seus usuários; porém, diante de um golpe, em que a pessoa toma a iniciativa de depositar determinada quantia na conta de um terceiro, a instituição financeira consegue provar que a transferência foi realizada com consentimento da vítima, mesmo que ela tenha sido induzida ao erro. Nesta situação fica muito mais difícil recuperar o dinheiro”, explica.

De acordo com o delegado Brenno Andrade, assim que perceber a fraude, a vítima deve comunicar o fato ao banco. “Quanto antes for informado, melhor. Se a transação bancária é feita entre instituições diferentes, eles se comunicam e conseguem bloquear o valor. Mas essa comunicação tem que ser imediata, porque os criminosos também agem rápido. O próximo passo é fazer um boletim de ocorrência. A vítima deve apresentar à polícia todas as informações possíveis que comprovem o golpe”, explica.

Para quem passou pela amarga experiência de cair em um golpe, fica o aprendizado. “Acho que as pessoas já estão mais atentas, mas a dica é que mexam nas configurações de seus aplicativos, ativem a autenticação em duas etapas e alterem no WhatsApp a configuração sobre segurança, ativando a emissão de notificação caso algum contato altere as configurações pessoais”, indica Arrivabene. “Para mim fica o alerta para que, além do WhatsApp, as pessoas utilizem o recurso de segurança de verificação em duas etapas também no Instagram”, aconselha padre Andersom.

“Os criminosos sempre arranjam formas de enganar suas vítimas, mas, se tomarmos os devidos cuidados, não seremos vítimas de crimes cibernéticos”, finaliza o delegado. 

Renata Rocha é jornalista, radialista e mestra em Comunicação. Tem vinte anos de experiência na área e já fez muitas coisas legais nesta vida, mas a melhor de todas foi ter-se casado com o Wayner e construído uma família linda! Seu grande aprendizado se constitui aí

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada