Já sou assinante!

Ainda não é assinante?

Identifique-se para ganhar mais 2 artigos por semana!

ou

ou Assine Já

Elogiar e encorajar - Revista Familia Cristã

Elogiar e encorajar

autoestima
Foto: Pixabay.com

Como desenvolver a autoestima e a autoconfiança dos filhos por meio do elogio

Por Camila Cury

Em diversos meios de comunicação, palestras e encontros com as famílias, abordo o quanto o elogio é importante e necessário no desenvolvimento da identidade e da autoestima dos nossos filhos. Mas de que forma podemos fazer elogios assertivos que possibilitem a abertura de janelas light em suas mentes, ou seja, registros de experiências saudáveis em suas memórias? E, ainda, como podemos fazer elogios que formem crianças e jovens mais autônomos e autoconfiantes?

Afinal, o que é autoestima?

Você já ouviu seu filho dizer ou pensar isso sobre si mesmo: “Não consigo!”, “Sou muito feio(a)!”, “Ninguém gosta de mim!”, “Por que eu vou tentar, se já sei que não vou conseguir mesmo?”. Saiba que essas falas podem indicar uma baixa autoestima.

Mas, primeiramente, é importante esclarecer o que é autoestima. Composta a partir da junção de dois termos: auto + estima, ela significa o valor, o carinho e a afeição que temos por nós mesmos, um valor que pode ser baixo ou elevado.

Logo, uma autoestima elevada inclui ter sobre si uma visão saudável, saber se valorizar e se amar para ter autoconfiança, isto é, confiar em si mesmo, na própria capacidade; e uma baixa autoestima está relacionada aos pensamentos não saudáveis que temos sobre nós mesmos.

Vamos ver isso na prática?

Elogio
Foto: Pixabay.com

Quando falamos para as nossas crianças: “Que desenho lindo!”, estamos valorizando apenas a tarefa realizadaou o processo criativo de elaborar a ideia, colocar no papel, pensar na combinação de cores utilizadas e a determinação da criança na execução da atividade.

Ao exercitarmos esse tipo de elogio, com enfoque no resultado, estamos aumentando a comparação e, consequentemente, fortalecendo a necessidade de aceitação e aprovação, que pode acarretar maior ansiedade, frustração e autocobrança, pois a criança se sentirá pressionada a atender às expectativas depositadas pelo adulto para continuar sendo elogiada, tornando-se, cada vez mais, dependente de avaliações externas. São diferenças sutis, mas que na psique da criança podem formar janelas killer, que financiam tristeza, insegurança, ansiedade, medo de errar e outros sentimentos não saudáveis.

Além disso, a baixa autoestima se desdobra também na busca pela aceitação, dificuldade nos relacionamentos, bullying, falta de autoconhecimento e percepção dos aspectos saudáveis, entre outros problemas que, se não trabalhados, impactarão negativamente na adolescência e na vida adulta.

Elogiar e encorajar

Uma ferramenta poderosa para fortalecer a autoestima e a autoconfiança de nossos filhos é o elogio assertivo, que encoraja e possui um foco no processo. Ele abre janelas light, que financiam pensamentos e sentimentos saudáveis de autoconfiança, autonomia, bem-estar, resiliência e, também, promovem uma autoestima elevada com motivação para agir.

Por exemplo, imagine que seu filho se esforçou muito para ganhar uma medalha na competição de natação e você está sentindo muito orgulho dele. Uma maneira de fazer um elogio que encoraja seria: “Filho, estou muito feliz que você se esforçou e atingiu os seus objetivos. Você deve estar muito orgulhoso de si também”. Dessa forma, com elogios focados no processo, incentivamos a criança a cultivar pensamentos saudáveis, além de confrontar os pensamentos não saudáveis, como “Eu não consigo!”, “Não sou capaz”, “Eu não sou inteligente” que, frequentemente, diminuem a autoestima.

Outro aspecto importante é que, quando ajudamos a criança a desenvolver uma visão mais saudável de si mesma, também estamos ajudando-a a se relacionar melhor consigo e com os outros,pois ela terá a compreensão do grande valor que possui e não se permitirá comparar nem se colocar acima ou abaixo de alguém.

Fortalecer a autoestima por meio do elogio inteligente e assertivo é um exercício diário realizado mediante uma pequena mudança de comportamento, que pode parecer sutil, mas traz grandes resultados no dia a dia e no futuro de seus filhos.

Camila Cury é presidente e fundadora da Escola da Inteligência. Autora do livro A beleza está nos olhos de quem vê (Editora Sextante, 2010), vive a maternidade com seus filhos Alice e Augusto, e, em seu Instagram, inspira famílias que buscam conteúdo sobre educação dos filhos.

Artigos Recentes

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada