Já sou assinante!

Ainda não é assinante?

Identifique-se para ganhar mais 2 artigos por semana!

ou

ou Assine Já

A influência dos filmes infantis na vida das crianças - Revista Familia Cristã

A influência dos filmes infantis na vida
das crianças

Artigos Recentes

Eles apresentam, de uma forma lúdica, um pouco da realidade da vida para os pequenos

Por Janaína Gonçalves

Cheirinho de pipoca no ar… é cinema? Quase isso! É cinema em casa, um momento único com os filhos, em família, para assistir a um filme infantil. Você já parou para pensar o quanto os filmes podem influenciar na vida da criança? E o quanto podem ajudar nas questões existenciais e fundamentais da vida?

Na casa da família Terenzi Costa, a diversão é garantida. Pais de duas meninas, de 8 e 5 anos, Juliana e Edivaldo fazem questão de separar um tempo na rotina da semana para curtir um filme. As meninas, Isabella e Beatriz, têm seus títulos preferidos, e na maioria das vezes os pais acabam se rendendo aos desenhos animados e curtem os filmes infantis junto delas.

“Gostamos de nos reunir em algumas noites na semana para um momento que chamamos de ‘filme em família’. Os filmes são escolhidos por nossas filhas. Comédia e aventura são os preferidos, mas sempre incentivamos as meninas a conhecerem outros gêneros dentro do infantil”, diz Juliana Terenzi.

A família Terenzi Costa gosta de vivenciar bons momentos assistindo filme juntos. Arquivo Pessoal

Além dessas breves folgas para curtir um cinema em casa, a ideia é, também, permitir a proximidade entre o lúdico e a vida real. “Os filmes infantis apresentam, de uma forma lúdica, um pouco da realidade da vida para as crianças. Por aqui as meninas conseguem assimilar acontecimentos retratados nos filmes com a vida real, e isso ajuda para que elas compreendam melhor as dificuldades e vitórias do cotidiano”, complementa a mãe.

Influenciados e influenciáveis

Afinal, poderiam os filmes infantis influenciar na condução da vida desde criança? Quem pode responder a esse questionamento é a psicóloga comportamental Paula Cristiane. De acordo com ela, é nesse período que as crianças aprendem com o que é ensinado diretamente e com o que é reforçado pelo meio.

“O ensinamento direto são as orientações dadas verbalmente, como, por exemplo, que não se deve colocar o dedo na tomada e que devemos nos vestir para sair de casa. É o que chamamos de ‘modelação’. Já o aprendizado reforçado pelo meio é o que não é dito, mas é reforçado, em geral, pelo comportamento do outro. Por exemplo, a criança entende que, quando ela chora, consegue a atenção da mãe ou o brinquedo que desejava. A este aprendizado damos o nome de ‘modelagem’. A modelação e a modelagem acontecem o tempo inteiro no desenvolvimento infantil e podem vir dos mais diversos estímulos. Com isso, podemos dizer que os filmes infantis, além de ampliar o repertório de possibilidades comportamentais das crianças, podem influenciar também para modelá-lo”.

Com isso, a psicóloga Paula Cristiane afirma que, “quando falamos no convívio familiar e social, falamos não só das regras sociais básicas, como ser gentil com as pessoas, mas também de autonomia, de liberdade de expressão e espontaneidade, que são três das cinco necessidades básicas e universais que toda criança precisa que sejam atendidas. Os filmes incentivam que as crianças tentem rascunhar no comportamento esses pontos, que são essenciais para toda boa convivência”, completa.

Maior audiência

Não é novidade que, desde meados de março de 2020, o Brasil e o mundo vivem uma realidade difícil devido à pandemia do novo Coronavírus. Se antes era possível assistir a um filme com a criançada na casa de amigos ou no cinema, hoje é preciso evitar aglomerações. Mesmo assim, os filmes infantis fazem sucesso na vida da garotada, é o que afirma Camilla Moreira, formada em Cinema e Audiovisual pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. “O mercado de filmes infantis é bem atrativo e bem desenvolvido, tendo em vista a fidelidade do público. Com uma vida sendo vivida cada vez mais dentro de casa, principalmente com o início da pandemia, os produtos audiovisuais ganham mais espaço”, afirma Camilla. Ela ainda pondera: “Ao mesmo tempo, é preciso ressaltar que, com o desenvolvimento tecnológico, essa produção ficou mais ‘barata’, o que permite que haja uma disputa maior pelo mercado e pela audiência. Sendo assim, é bom sempre ter um adulto para filtrar esses conteúdos”.

Freepik.com

A presença das crianças no ambiente virtual é uma realidade marcante, e isso colabora para o sucesso das animações infantis. “O mundo hoje é visto por multiplataformas e os filmes fazem parte disso, ainda mais com as crianças em casa, imersas no ambiente virtual. Além do filme em si, existe a criação de conteúdos específicos para atrair e fisgar o público on-line”, completa a especialista em cinema.

Anote para não esquecer!

Para terminar esta jornada sobre a influência dos filmes infantis na vida da garotada, daremos dicas de alguns sucessos das telas. Que tal anotar este “Top 10” de sugestões?

  1. Divertida Mente (2015)
  2. O Pequeno Príncipe (2015)
  3. Matilda (1996)
  4. A Era do Gelo (2002)
  5. Valente (2012)
  6. Vida de Inseto (1998)
  7. Moana – Um Mar de Aventura (2016)
  8. A Bailarina (2016)
  9. Monstros S.A. (2001)
  10.  Viva – A Vida é uma Festa (2017)

Janaína Gonçalves é jornalista, mestra em Ciências da Religião e especialista em Gestão de Mídias Digitais. Gosta de ler, dançar, e é fã de Chaves, Chapolin e Harry Potter.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada