Jesus de Nazaré, amigo que promove a vida

Jesus
Cathopic.com

Por Carmem Maria Pulga / NUCAP

Ao assumir a nossa natureza humana, Jesus assume o risco e a experiência da nossa vida. Esta vida que carrega já o sopro divino, que traz em si a semente do seu amor, mas que é chamada a ser mais que sopro, mais que semente. Jesus vem revelar o rosto amoroso do Pai, que nos quer perto como filhos, amigos, comprometidos com seu projeto de felicidade plena. Assumindo a nossa natureza, Jesus traduz em nossa linguagem o amor do Pai e promove a vida em toda a criação.

Escute esta prece. Medite sua mensagem profunda. Comente esta mensagem com a família:

Humana Prece (Zé Vicente)

Humana prece a ti, meu Deus,
que estás aqui bem dentro
e muito além de todos nós.

Humilde súplica ao ser humano
pra gente não esquecer
da luz do Amor que nos gerou.

Criaturas do universo,
da terra e das águas;
irmão, irmã de toda cria
e do vento e do luar.

Oh! Dá-nos entender,
sentir, plantar, cuidar.
Não sou dono da vida.
A vida és tu, meu Deus, meu ar.

Humana prece a ti, meu Deus,
que estás ali no altar
e muito além do que se vê.

Humilde súplica a quem tem fé
pra gente só lembrar
que Deus é mais e é bem maior
do que qualquer Igreja, do que religião,
do que toda ciência, ou estado, ou nação.

Oh! Faz-nos respeitar
no óvulo, na semente,
em cada semelhante.
Oh! Deus Mistério.
Oh! Deus presente.

Para refletir

Só quem se aproxima, fala a mesma linguagem, entra em sintonia com o outro e compartilha a vida pode ajudar a crescer. Jesus vem ao encontro do humano com essa atitude de amizade. Acolhe a todos: intelectuais e povo simples, ricos e pobres, homens e mulheres, e, mesmo quando se faz necessário apontar as sombras que desfiguram a imagem do Pai, o faz com grande respeito para com a pessoa.

Com Zaqueu e a samaritana, questiona a vida. Com os publicanos, senta-se à mesa. Ao jovem rico oferece novos horizontes. Com os doentes, compadece-se e cura. Aos excluídos, lhes dá voz. Às crianças, toma no colo. Com os discípulos, entra na intimidade e partilha os segredos. A todos ama livre e gratuitamente, sem cobrar correspondência. Jesus entra na nossa realidade humana como um amigo cheio de misericórdia. Onde ele está presente, brota o amor, o perdão, a vida. Jesus promove a vida em qualquer situação: pecado, doença, medo, morte. Dele se diz que “só procurou fazer o bem”. Aproxima-se e mostra as possibilidades que cada pessoa tem de se recuperar, de crescer e de voltar feliz à casa do Pai.

Para rezar

“Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: ‘Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. Já não vos chamo servos, pois o servo não sabe o que faz o seu Senhor. Eu chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai. Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça. O que, então, pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo concederá. Isto é o que vos ordeno: amai-vos uns aos outros’” (cf. Jo 15,12-17).

Para viver

Sua família gosta de estar com Jesus e senti-lo como um amigo que guia, ilumina, questiona e consola? A vida de Jesus é um espelho para sua família? Como vocês vivenciam a compreensão, o perdão, a amizade?
pai-nosso
Cathopic.com

A oração que Jesus nos ensinou, a oração do Pai-Nosso, nos ensina a pedir ao Pai a graça deste Reino de relações amistosas, de justiça, de perdão e de confiança em Deus. Ao rezar o Pai-Nosso em família, faça-o com a fé de que esta oração foi formulada pelo próprio Filho de Deus: Jesus.

Carmem Maria Pulga é filósofa, teóloga, mestra em Novas Tecnologias da Comunicação e autora dos livros A pétala e Divino livro proibido, ambos pela Paulinas Editora. Gosta de arte, desde a culinária até a sucata, e ama ler os autores mais ecléticos.

NUCAP (Núcleo de Catequese Paulinas) tem o objetivo de captar não só agentes multiplicadores locais, sintonizados com o projeto editorial: professores de Bíblia, liturgia e catequese, como também catequistas experientes e com alguma especialização na área bíblico-litúrgica, para atender à necessidade de apresentar os títulos publicados, acompanhar as etapas após a adoção das coleções, estabelecer parcerias em cursos com dioceses e paróquias e divulgar os cursos EAD em catequese. Acesse Paulinas Cursos e confira!

Artigos Recentes

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada