A tomada de decisão

Escolhas
Pixabay.com

Como ensinar nossos filhos a fazer escolhas e tomar decisões mais saudáveis

Por Camila Cury

A vida exige que tomemos decisões o tempo todo. Em cada momento do nosso dia, deparamo-nos com situações nas quais precisamos escolher, pelo menos, entre duas opções, desde as mais simples até as mais desafiadoras.

Quantas vezes, ao se deparar com o desconhecido, você ficou assustado ao sentir que não estava preparado para tomar uma decisão? São exatamente as escolhas mais difíceis que nos exigem pensar com mais esforço, refletir com cuidado, conhecer e analisar as possibilidades para dar uma resposta inteligente e não precipitar uma decisão errada. 

Esse processo de tomada de decisão, que acontece conosco, também acontece com nossos filhos. Mas como nós, famílias e escolas, podemos ensiná-los a se tornar protagonistas de decisões saudáveis?

As influências e a tomada de decisão 

Para os jovens, as pressões sociais, a preocupação com a imagem virtual e com o futuro influenciam suas emoções e impactam diretamente nas escolhas mais importantes, tornando esse processo, muitas vezes, inseguro e difícil. 

É por isso que, em muitas situações, nossos filhos se deixam influenciar por opiniões alheias, cedem a pensamentos não saudáveis, inseguranças e medos e acabam se tornando reféns de suas decisões e meros expectadores de suas vidas. 

Por outro lado, para que sejam protagonistas, é preciso que assumam a gestão dos pensamentos e emoções, conhecendo a si mesmos, suas prioridades e as consequências de suas escolhas. Além disso, consultar pessoas mais experientes, pesquisando sobre o assunto e avaliando o ambiente, é essencial para aumentar o repertório de informações.

Liberdade
Pixabay.com

Assim, será possível tomar decisões saudáveis, desenvolvendo habilidades como:

– corresponsabilidade inevitável;

– olhar multifocal;

– pensar antes de agir e reagir;

– empatia;

– resiliência.

Ao fazer escolhas saudáveis, nossos filhos têm maiores chances de desfrutar da vida de uma maneira mais significativa, já que tudo que plantamos retorna para nós em forma de colheita, assim como Jesus, o Mestre dos mestres, nos ensinou.

As decisões saudáveis e o Mestre dos mestres

No decorrer de sua vida, o Mestre dos mestres, assim como nossos jovens, também foi submetido a muitas pressões e passou por vários desafios que poderiam fazê-lo parar no meio do caminho e desistir de seus objetivos. Mas, usando o pensamento crítico, Ele escolheu filtrar tanto seus pensamentos quanto as opiniões alheias e as circunstâncias. 

Sua história pode servir de exemplo para nossos filhos, ensinando-os sobre a importância de desenvolver autoconfiança para realizar escolhas, por mais que apareçam obstáculos pelo caminho. 

Ele nos mostra, por meio de seus comportamentos e ensinamentos, que é preciso criatividade para traçar e recalcular rotas quando necessário, além de ter criticidade para discernir as influências saudáveis das não saudáveis e autonomia para definir o que motivará nossas decisões.

O Mestre, antes de ensinar aos discípulos a oração do Pai-Nosso, declarou que Deus conhece nossas necessidades antes mesmo de pedirmos. O Criador sabe exatamente quais áreas do nosso mundo emocional precisam ser trabalhadas e aprimoradas para que nossas decisões sejam saudáveis; porém, cabe a cada um de nós estar acessível e disponível para confrontar nossas prerrogativas e permitir a transformação dentro de nós.

São esses ensinamentos que estão presentes no Programa Mestre dos mestres (https://mestredosmestres.com/), aplicado nas escolas de Ensino Básico com crianças e adolescentes. O programa une a educação socioemocional aos princípios cristãos para formar uma geração que tenha em Jesus a maior referência de inteligência emocional.

Se, assim como o Mestre, nossos filhos aprenderem a ser líderes de si mesmos, serão agentes modificadores de suas histórias, e não vítimas delas, impactando outros. Conseguirão fazer escolhas com autonomia e responsabilidade, apropriando-se do pensamento crítico e do autoconhecimento para tomar decisões mais assertivas e saudáveis. 

Camila Cury é presidente e fundadora da Escola da Inteligência. Autora do livro A beleza está nos olhos de quem vê(Editora Sextante, 2010), vive a maternidade com seus filhos Alice e Augusto, e, em seu Instagram, inspira famílias que buscam conteúdo sobre educação dos filhos.

Artigos Recentes

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada