A rotina na vida dos filhos

Freepik.com

Como organizar o dia a dia dentro de casa de forma saudável

Por Camila Cury

Hora de estudar, de fazer atividades, de dormir, de acordar, de brincar. Crianças costumam ter seus afazeres diários previamente estabelecidos, e o começo do ano é uma ótima oportunidade para dar início a esse hábito. No entanto, famílias, com certeza vocês já se perguntaram: isso é saudável para o meu filho? A partir de qual idade devo fazê-lo se acostumar com a rotina?

Benefícios na saúde física

Seguir uma organização no nosso dia a dia é importante para qualquer um de nós, adultos ou crianças. É saudável para o metabolismo do ser humano determinar horários de comer ou dormir, por exemplo, pois, quando isso não ocorre, nossas funções metabólicas ficam desorganizadas.

Todos nós possuímos um ritmo biológico, um mecanismo interno que determina a melhor hora para o nosso corpo dormir, acordar, comer; é por isso que uma rotina irregular pode colocar o corpo em situações de estresse e desencadear diversos sintomas. Já se sabe que, por exemplo, uma criança que dorme tarde tem uma redução na produção de melatonina, que tem seu pico de liberação no início da noite, e a queda desse hormônio prejudica a função de outros, como a insulina.

Benefícios na saúde emocional

O hábito da rotina deve começar bem cedo, ainda com os bebês recém-nascidos, pois, quando a família mantém os mesmos horários para a higiene, o sono e a alimentação, a criança cresce se sentindo mais segura, uma vez que sabe o que vai acontecer no seu dia a dia. Isso mesmo! A rotina não é só fundamental para que nosso corpo funcione bem, mas ela gera no nosso cérebro a sensação de segurança e, também, de confiança. É natural que a criança se sinta insegura quando, pelas primeiras vezes, vê seus pais saindo para trabalhar ou começa a frequentar a escola, mas, com a repetição, dia após dia, esses momentos vão sendo assimilados.

Além disso, a criança que adquire consciência de suas tarefas conseguirá administrar melhor seu tempo (perceberá que, ao se organizar, terá mais horas para o lazer) e terá ferramentas para desenvolver sua autonomia e independência.

Um grande benefício que a repetição das mesmas tarefas traz para as crianças é o aprendizado e as ferramentas para o desenvolvimento de características saudáveis. Isso porque, quando nós exercitamos um certo tipo de atitude ou comportamento, nós transformamos características não saudáveis em saudáveis: crianças que são desorganizadas ou inseguras, por exemplo, acabam, com o exercício diário, tornando-se mais disciplinadas e seguras, desenvolvem, inclusive, mais autoconfiança.

Freepik.com

Como organizar a rotina?

Sempre peça para que seus filhos colaborem no planejamentoda rotina diária e semanal: quando as crianças se sentem parte da organização, elas tendem a dar mais importância para cada tarefa e a se sentir valorizadas e acolhidas. Acredito que, acima de tudo, a organização da rotina deve respeitar a singularidade de cada filho: enquanto alguns podem se entusiasmar com atividades como o balé ou a natação, outros podem se sentir realizados com o judô ou a ginástica olímpica, por exemplo.

Além disso, uns são mais inquietos e apresentam uma resposta emocional saudável quando realizam várias atividades, já outros demandam um intervalo maior entre uma tarefa e outra, e isso é natural, portanto não pressione, não preencha o dia do seu filho com atividades que estão sobrecarregando o cotidiano deles, levando-os ao estresse e à falta de tempo para o descanso e o lazer.

Crianças necessitam de tempo para brincar, para se sujar, para descansar a mente. Famílias, saibam que a felicidade de seus filhos, daqui a muitos anos, na vida adulta, dependerá muito das matrizes da memória e da energia emocional de agora. A internet, as telas e mesmo as atividades em excesso, sem o tempo para que a mente relaxe, serão maléficas para a saúde emocional deles. Dito isso, concluo que introduzir a rotina na vida dos filhos desde cedo é muito saudável, contanto que esse hábito dê condições para que ocorra o desenvolvimento intelectual e, também, emocional dos filhos, que se priorizem as necessidades da família, mas também da criança, e que sempre se leve em consideração que todos temos nossas singularidades.

Camila Cury é presidente e fundadora da Escola da Inteligência. Autora do livro A beleza está nos olhos de quem vê (Ed. Sextante, 2010), vive a maternidade com seus filhos Alice e Augusto e, em seu Instagram, inspira famílias que buscam conteúdo sobre educação dos filhos.

Artigos Recentes

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Ação desabilitada